terça-feira, 13 de outubro de 2009

Release do Dia D e D&D Game - Janary Damacena







Antes de começar, gostaria de explicar que esse balanço é uma opinião particular de UM dos membros do Grupo D30, mas muitas coisas vão ao encontro das impressões do resto do pessoal. Eu particularmente achei os dois dias excelentes, tanto de público quanto na participação das atrações e qualidade de jogos.

Desde o ano passado quando aconteceu o segundo Dia D em Brasília e que também marcou a criação do Grupo D30, muitos obstáculos foram enfrentados e superados por nós. Tivemos idéias fantásticas para movimentar mais o cenário de RPG da capital, com os encontros RPG Itinerante que agregou muita gente legal e nos deu experiência para montar esse Dia D. Esses pequenos encontros ajudaram a nos colocar como referência por aqui e ter grupos de jogadores e mestres sempre presentes auxiliando de todas as formas possíveis nos eventos. E nesse Dia D não foi diferente!

Enfrentamos críticas descabidas através da internet antes mesmo de explicarmos como seria o evento. Mas isso não abalou o ânimo do pessoal e mesmo sem patrocínio financeiro ou logístico fomos em frente e conseguimos um ótimo local pra o encontro. O Espaço Cultural Renato Russo tem a melhor infraestrutura que jogadores de RPG podem querer, com espaços amplos, banheiros limpos, bebedouro funcionando, fácil acesso para qualquer pessoa (com direito a ponto de ônibus quase em frente, metrô bem pertinho e estacionamento para quem foi de carro) e acessibilidade para deficientes. Claro que nem tudo é perfeito, pois no contrato que assinamos, ficava explícita a proibição de realizar vendas de qualquer tipo no local, inclusive lanches e materiais para jogos.

Além disso, o espaço que conseguimos alugar (sim, mesmo sem patrocínio nós bancamos do próprio bolso o aluguel do espaço e das mesas com cadeiras) foi perfeito para palestras e os jogos. E por falar nas atrações, conseguimos manter atividades em 100% do tempo, ou seja, quem entrava podia conferir a programação que estava pregada na portaria e se manter ocupado durante os dois dias, fosse com palestras, oficinas ou jogos.

As oficinas eram palestras que explicavam um jogo ou uma temática e que propunha ao seu final, uma partida como forma de praticar. Nesse quesito tivemos no primeiro dia as oficinas de Castelo Falkenstein e tecnologia steampunk, e o jogo Pendragon. Em ambas as mesas de jogo tiveram muitos participantes, que passavam de seis jogadores cada. No segundo dia houve Mutantes e Malfeitores que quebrou todos os recordes de público com mais de dez jogadores na mesma mesa.

Vale lembrar que marcamos oficinas e palestras em horário seqüenciais para que todos pudessem participar de tudo ou jogar nas mesas que estavam rolando no salão principal. Em relação às palestras, tivemos no primeiro dia as seguintes: Jogos de tabuleiros, como aproveitar ganchos para aventuras e, também, RPG e educação. Já no domingo houve, palestra sobre ambientação em jogos de terror e inclusão de pessoas com deficiência no RPG e ainda tivemos o já tradicional Quizz Nerd. É importante ressaltar que em nenhum dos dias as palestras foram vazias ou sem participação, pois os participantes estavam sempre animados com os temas.

Em relação aos jogos de RPG tivemos uma grande variedade de sistemas e mesas que animaram a galera nos dois dias. Mas não foi só isso, rolou também mesas com jogos de tabuleiros e batalhas de miniaturas de Star Wars. Isso porque no domingo foi realizado o D&D Game Day, com mesas cheias e lugares disputados. Isso porque infelizmente nem todos os jogadores que se cadastraram para participar, compareceram ao local. Mas de certa forma isso foi bom, pois abriu vagas para pessoas que estavam no local.

Registramos uma média de 140 participantes durante o sábado e cerca de 90 no domingo. O que para nós foi impressionante dada a pouca divulgação da qual tínhamos disponibilidade. E melhor ainda, pois a entrada era um quilo de alimento que foi doado para a instituição de caridade Nosso Lar. Na semana seguinte ao evento, o Grupo D30 foi ao local para realizar a doação e tiramos várias fotos que serão disponibilizadas para vocês. Mas o que isso quer dizer? Simples, nós conseguimos arrecadar mais de 230kg de alimentos para crianças carentes! Além disso, houve uma grande doação de material escolar de uma pessoa que ouviu falar do evento na rádio.

Ao final do segundo dia do encontro, conseguimos realizar um sonho do Grupo D30, que era a mesa redonda de mestres, em que todos debatiam um tema sugerido pelos participantes do evento. Essas sugestões foram escritas e depositadas em uma caixa ao longo dos dois dias de encontro. Foi um ótimo debate em que temas excelentes e alguns muito polêmicos fizeram alegria nos mestres e contou com a participação do pessoal que estava ssistindo.

Bom, como esse texto já está grande demais vou encerrar por aqui com o saldo que temos: o evento foi um sucesso e, pelo menos, quem compareceu gostou e não registrou críticas. Como sei disso? Tínhamos além da caixa de sugestões de temas para a mesa redonda, uma caixa para críticas e quando fomos abrir a caixa no domingo a noite, ela estava vazia. E sim, as caixas estavam lacradas!

Acredito que tudo isso reforça o bom trabalho que o Grupo D30 RPG tem feito na cidade. Um muito obrigado seria pouco para todos que colaboraram com esse evento, mas eu gostaria de deixar aqui, meus sinceros agradecimentos à todos que participaram e ajudaram no encontro. Não vou citar nomes, porque posso deixar uma ou outra pessoa de fora e isso não seria justo.

Um comentário:

  1. Nossa que legal as fotos...
    Pena que eu não pude ir no dia.

    ResponderExcluir